Guanabara | FABRICAÇÃO HUMANA

FABRICAÇÃO HUMANA

#TEXTO

O artigo propõe uma reflexão sobre a prática da arquitetura midiática, pautada no apelo imagético e icônico, instrumentada pelas novas ferramentas paramétricas atreladas à fabricação digital. Esse tipo de abordagem é encarada como uma forma de associação da arquitetura à uma pratica supérflua, qualificando seu acesso à uma ínfima parcela da população, afastando a profissão de sua abrangência e dimensão social. Propondo uma prática mais acessível e pautada em uma agenda mais participativa, é apresentado o termo da ‘fabricação humana’. A proposta defende uma arquitetura voltada para o desenvolvimento metodológico e aceitação do usuário como vetor ativo da articulação e produção espacial. Nessa lógica, o arquiteto tem seu espectro de atuação profissional ampliado, desconstruindo a figura do gênio criador de um objeto artístico. Ao atuar de forma resolutiva e inclusiva, questões que transcendem estética e forma ganham espaço para serem exploradas.

 

Fabricação Humana – Artigo Completo